Projeto “Medos e Monstros” e a produção da cultura infantil

Olá professoras;

Independentemente do nível de ensino no qual atuamos, nossa missão de professora, sempre foi e será a de ensinar. Contudo, a eficiência de nossa atuação está no quanto consideramos as necessidades e os interesses dos sujeitos em cada estágio de seu desenvolvimento. 

O brinquedo, a brincadeira e a interação entre os sujeitos são os pilares da prática pedagógica na Educação Infantil. Ou seja, ensinar nessa etapa de ensino, requer planejar tempos e espaços, para produção  da cultura infantil, a qual se dá: nos desenhos, no faz de conta, brincadeiras, imaginação, ação e movimento produzidos pelas crianças. E, foi exatamente isso, que busquei proporcionar no decorrer do projeto “Medos e Monstros”, pois as crianças puderam falar de si, representar por meio do desenho os seus temores , saber a que temem os adultos que convivem com elas, cantar, conhecer histórias , enfim, tentei criar um contexto para que os conhecimentos apropriados tivessem sentido e significado para as crianças. Até que chegamos a produção do mascote-monstro, JUNI:

1- Desenho de como as crianças imaginavam ser um monstro;

2- Escolha do mascote-monstro da turma;

3- Escolha do nome do mascote-monstro da turma;

4- E, finalmente temos o nosso JUNI materializado.

Agora JUNI, irá visitar a casa de cada um dos alunos, acompanhado por um jogo e um texto instrucional produzido coletivamente por eles. Mas, isso é assunto para o nosso próximo post! Não percam”

Abraços;

Eliane

5 respostas para “Projeto “Medos e Monstros” e a produção da cultura infantil”

  1. Encantada com o texto desse artigo! 👏🏻

  2. Camila Sarcinelli disse:

    Muito bacana!!!! Parabéns! 👏👏👏

  3. Maria disse:

    Nossa, adorei este projeto, muito bacana. Parabéns!!

    1. Eliane Cristina Freitas de Souza disse:

      Que bom Maria que tenha gostado, para nós a participação e os comentários daqueles que nos seguem é muito importante!
      Continue nos acompanhando com opiniões e até mesmo com sugestões de conteúdos que deseje maior aprofundamento.

      Um forte abraço;
      Alini, Eliane e Mônica.

  4. Pingback: Crinfancia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *