Fundamentos teóricos: Por que utilizar “luvinhas com sininhos”?

 

Baseando-se nos estudos de Zaporozhets e Elkonin (1971), Arce (2009, 167) mostra que desde recém-nascidas as crianças demonstram sensibilidade ao som e, isso pode ser percebido por meio de expressões em que o bebê enruga a testa, movimenta as pálpebras, muda o ritmo da respiração, vira os olhos indo em direção a fonte de som.
Arce (2009, 167), ainda relata que pesquisadores “[…] descobriram que uma criança nos primeiros dias de vida, não só reage a sons tonais e não tonais, como também pode diferenciá-los, segundo o timbre.”. Desse modo, a utilização da “luvinha sonora” na ação pedagógica com bebês torna-se um excelente recurso para estimular ainda mais sua acuidade auditiva.
 
 FONTE: Arce, Alessandra; Silva, Janaina Cassiano; É possível ensinar no berçário? O ensino como eixo articulador do trabalho com bebês (6 meses a 1 ano de idade). In: Arce, Alessandra; Martins, Lígia Márcia.  Ensinando aos pequenos de zero a três anos. 2009, Campinas. Ed. Alínea.   

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *