Dica rápida: Criando a partir da história “As três partes” de Edson Luiz Kozminski

“[…] a imaginação precisa ser contemplada, isto é, realizada num artefato, numa palavra, numa obra ; precisa tomar forma, tornar-se  um produto que possa integrar, de maneira objetiva , a produção coletiva” (Vigotski, 2009, 30) .
Por meio da história, “As três partes” de Edson Luiz Kozminski, é possível propor atividades voltadas para artes, matemática e linguagem escrita de forma lúdica e significativa. O livro é composto por várias imagens construídas a partir de apenas três formas geométricas, clique aqui e conheça o livro. Desse modo sugerimos:
a) Explorar as formas e as cores que formam cada parte:
– Antes de ser realizada leitura do livro, apresente as três partes recortadas em papéis coloridos, questionando sobre a cor e a forma de cada parte.
– Distribua as três partes para cada criança, explicando que se trata de um quebra-cabeça diferente, o qual serve para criarem o desenho que quiserem.
– Permita que elas brinquem montando livremente as figuras que desejarem.
– Oriente as crianças a montarem uma figura colando-a sobre uma folha de A4.  Veja abaixo as produções de diferentes crianças, as quais foram solicitadas a realizarem essa mesma atividade:
 
b) Apresentação da história:
 
– Ao apresentar a história explore as imagens, mostrando que o autor Edson Luiz Kozminski também escreveu um livro com o título “As três partes”, e que estas cansadas de formarem uma casa decidem se transformar em muitas outras coisas.
– Após contar a história, proponha as crianças compararem suas produções com as imagens do livro, perguntando se alguém construiu algum desenho semelhante.
– E, por último distribua novamente as três partes e solicite que as crianças reproduzam a imagem do livro que mais lhe chamou atenção. 
 

REFERÊNCIA: VIGOTSKI, Lev S. Imaginação e criação na infância. 2009.  São Paulo. Ed. Ática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *