Desenhando: o preto no branco e o branco no preto

“Suporte é o papel, a lousa,  a tela, a areia, a bacia. 
Suporte é a base para uma ação poética”.
Barbieri (2012, p.65)
 
Na Educação Infantil é fundamental que as crianças vivenciem experiências estéticas utilizando-se de diferentes suportes e materiais. E, foi pensando nisso que nós do CRINFANCIA, sugerimos o planejamento de uma atividade que possibilite às crianças experimentarem os resultados da produção de seus desenhos em suportes preto e branco. Conforme, apresentamos nas imagens abaixo, seria interessante dispor os suportes em diferentes posições: verticalmente pendurados nas parede, horizontal ou verticalmente  ao chão ou ainda dispostos à mesa. Assim como, Barbieri (2012, p. 12),  acreditamos que ao organizarmos o espaço e os materiais  dessa maneira “[…] permitimos que a criança use seu corpo de várias maneiras[…]”.
 


Desse modo, sugerimos que:

– inicialmente permita que as crianças produzam seus desenhos como desejarem (provavelmente algumas  desenharão utilizando canetinha, giz de cera e lápis de cor preto sobre o papel preto ou, lápis, giz e giz de cera branco sobre o papel branco). Caso isso aconteça, discuta com elas sobre o resultado de suas produções buscando as razões que explique: Por que nesses casos não é possível visualizar os desenhos produzidos?
– em seguida, distribua anilina diluída em água para que aquelas crianças que desenharam com giz ou lápis branco sobre o papel branco  possam pintar toda a superfície do papel e, assim descobrir o efeito dessa experiência. Sendo assim, discuta novamente o resultado dessa ação, buscando as razões pelas quais a anilina permitiu a visualização do desenho;
– durante as discussões procure registrar em cartaz as descobertas feitas pelas crianças;
– e finalmente repita a experiência para que as crianças possam aplicar os conhecimentos apropriados, ou seja, que em suportes escuros devemos  desenhar com materiais de cores claras e nos suportes de cor clara devemos desenhar com materiais de cores escuras.
Referência: Barbieri, Stela. Interações: onde está a arte?, Coleção Interações. 2012. Ed. Blucher.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *