ADAPTAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL – BILHETE PARA OS FAMILIARES

Olá professores

Meu nome é Mônica e estou trabalhando com um grupo de crianças de 6 meses a 1 ano e 8 meses. Na verdade a maioria começa o ano com 6 a 9 meses e terminam o ano com 1 ano e 1 ano e 8 meses. Tenho me identificado muito com este grupo e por isso quero compartilhar com vocês um pouco do que tenho feito com eles. Uma vez que tenho tido dificuldade de encontrar materiais para trabalhar com esta idade. Podemos trocar muitas figurinhas!!!

Hoje eu vou falar com vocês um pouco sobre adaptação. Eu prefiro falar acolhimento, porque a adaptação depende muito da forma como nós professores acolhemos estes bebês, e sua família. É claro!!!!

Geralmente os professores retornam de férias e logo depois começam as aulas. Apenas recebemos os nomes das crianças e as idades. Não é isto? Será que esta mãe ou esta família conversou com seu bebê que ele iria para a escola? Que ficaria um tempo com outras crianças e alguns adultos “brincando” juntos? Será que a mãe que amamenta se organizou anteriormente para que seu bebê fique durante o período de aula sem mamar? Já começou a introduzir alguns alimentos para que não fique com fome na escola? Tenho certeza que a maioria responderia que não. Ou porque não sabem que isto é importante ou porque nem param para pensar sobre isto. Para pensar que a rotina do seu bebê vai mudar.

Por outro lado a mãe deixa seu bebê querido e muito amado com uma professora desconhecida, o que gera em algumas mães insegurança, ela não sabe como será a rotina do seu filho durante o período que estará na escola. E nós professores nem temos um tempinho para conversar com estas mães e famílias, pois no primeiro dia de aula já recebemos todos os bebês, e geralmente são muitos bebês para poucos adultos. Daí temos: bebês chorando e mães chorando. Não é mesmo?

Então o que fazer para mudar este cenário?

Penso que uma reunião com estes pais ou famílias seria fundamental  e/ou atendimento aos bebês aos poucos, tipo uma escala, para melhor acolhimento e conseqüentemente melhor adaptação.  Como isto não é possível na maioria das escolas, pensei em fazer um bilhete com algumas orientações para a família e entregar no primeiro dia de aula. O que vocês acham?

Agora vamos conhecer o bilhete que elaborei para os familiares. Clique aqui.

Escrevam nos comentários o que acharam do bilhete e em que podemos alterá-lo.

Escrevam também outras idéias que vocês pensaram.

Um beijão!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *