As adivinhas enquanto unidade textual


Para nós do CRINFANCIA  é papel da escola e do professor(a) garantir que o educando se aproprie das objetivações humanas constituídas ao longo de sua história, ou seja, cabe a escola perpetuar a cultura. Diante disso, as adivinhas poderão ser aproveitadas no trabalho pedagógico da Educação Infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental, garantindo, desse modo, a perpetuação de uma herança cultural.
 

Sabemos que o folclore brasileiro é rico em adivinhas que divertem e instigam a curiosidade das pessoas e, entendemos também  que a apropriação da linguagem escrita se dá em situações de ensino e aprendizagem que favoreçam a interação verbal, ou seja, o diálogo. Sendo assim, o trabalho pedagógico com as adivinhas na Educação Infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental poderá ser bastante profícuo, visto que, este gênero textual, sobretudo, constitui-se em uma ação que mais interessa as crianças, o brincar, o brincar com a linguagem.


Conforme nos mostra Dionísio (1998) “[…] as adivinhas são textos verbais que comportam um enigma e que envolvem fatores social, cultural e linguístico. São jogos propostos através do par pergunta-resposta, sendo que a resposta está implicitamente inserida na pergunta, de modo cifrado, velado ou inesperado.”


Assim como, Afonso (2006, p. 2), nós do CRINFANCIA, acreditamos que as adivinhas são textos importantes no trabalho pedagógico com as crianças, pois “[…] pois permitem a aproximação com a linguagem poética, rimas etc. É uma linguagem elaborada que possibilita ao leitor uma viagem por diversos espaços e tempos onde foram produzidos. Permite à criança adentrar no universo das palavras, significados, contextos culturais diversos, pois reporta a épocas anteriores, desse modo conduzindo o decifrador para uma compreensão mais ampla do tempo e da linguagem empregada em diferentes regiões […]”.


Tendo em vista, a importância da presença deste gênero textual no trabalho pedagógico da Educação Infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental, que nós do CRINFANCIA, nos próximos dias estaremos apresentando uma série atividades que exploram as adivinhas, por meio de:

  • Palavras cruzadas;
  • Caça palavras;
  • Confecção de jogos de tabuleiro;
  • Produção de texto;
  • Rodas de conversa, entre outras.
Referências: Rocha, Danielly Rocha de; Ferreira, Diana Cibele de Assis;  Araújo, Raianny Kelly Nascimento. AS ADIVINHAS ENQUANTO UNIDADE TEXTUAL-DISCURSIVA: UMA POSSIBILIDADE DE AMPLIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA. Revista dos alunos da graduação em Letras, AO PÉ DA LETRA (versão online).
 
DIONISIO, A. (2000). Adivinhas: da calçada à sala de aula. Recife: UFPE.(mimeo).
 
Afonso, Maria Aparecida Valentim. O UNIVERSO LÚDICO DAS ADIVINHAS NA LITERATURA INFANTIL, 2006.
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *